domingo, 1 de outubro de 2017

E sendo absorvida por eles

Com muito custo tolero meus dias infelizes, pensando nos outros porque em mim já não quero pensar mais. Quando o faço, sou submetida a uma infelicidade e tristeza que não cabem em mim. Estou cansada. Acordar todos os dias e me levantar para fazer meus afazeres demandam uma energia que, quando o faço, nem sei de onde vem. Na maior parte do tempo, eu só quero me recostar em algum lugar e chorar. Reclamo muito, mas não mais do que o tanto que me sinto exausta. Não quero mais brincar de ser eu. Não quero. Passo meu tempo livre imaginando a enorme quantidade de acidentes fatais que eu poderia sofrer  naquele momento e em outros. Anseio por uma corda. Não aguento mais. Queria algo que mostrasse onde estão meus erros pra que eu pudesse consertá-los e parasse de pensar nessas coisas que penso. Mas não importa o quanto eu procure, a única coisa que me remete aos meus erros sou eu mesma. Mais uma vez os pensamentos. Queria parar, mas a única forma que consigo encontrar para parar me leva de volta ao mesmo ponto. Andando em círculos.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

setembro amarelo

Ó, por favor, não leve tão a sério minhas queixas.
Não se preocupe com isso, não!
É só cansaço...
Tá tudo certo por aqui.
O que? Não, não, eu só não tenho dormido bem.
Tá tudo ótimo.
*sorriso*
Impressão sua, esse olhar caído é sono.
Não, meus olhos não estão inchados, que bobagem.
Eu perdi esses 7kg foi em uma dieta nova, menina!
Crise de ansiedade? Isso nem existe...
Tá tudo bem.
Eu juro.
Já até escolhi a árvore.

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Imprecisão

Preciso de mais horas nos meus dias para conseguir fazer o que preciso.
Preciso dormir mais horas por dia para conseguir aguentar o próximo dia.
Preciso tirar notas boas nas próximas provas para poder descansar nas próximas horas.
Preciso tomar mais café, mas não muito pois o estômago não dá conta.
Preciso ficar acordada. Dormir. Estudar. Trabalhar. Manter-me sã.
Não dá.
Preciso de drogas mais pesadas.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Nada novo sob o sol

Vivendo o pesadelo de estar dentro da minha cabeça.
Já não posso com meus pensamentos.
Socorro.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

O dia hoje tá com um vazio do tamanho dos sorrisos que o senhor costumava dar. A saudade já chegou e agora o senhor descansa. Que a gente possa ser otimista, que consigamos ver as coisas como o senhor via e que aí no céu tenha muito bolo porque sei como o senhor gostava (mas sem cobertura). Espero que o  senhor receba nosso muito obrigada por tudo que nos ensinou e por ter feito nossos dias tão mais alegres com seu eterno bom humor.

sábado, 24 de junho de 2017

Preciso de mais horas de terapia

Dias intermináveis e ainda assim a semana voa. Não consigo fazer tudo que preciso, divago nas horas num desespero mascarado junto à melancolia. Estou cansada, não tenho conseguido dormir noites inteiras e a minha saúde não anda tão bem quanto eu gostaria. Estou evitando fumar, ou seja, não tenho mais meu ansiolítico e acabo por ficar mal-humorada sem querer.

Somando tudo, eu me sinto vulnerável. E estou cansada demais pra fazer alguma coisa a respeito e sem tempo demais pra passar o dia todo na cama pra me reparar.

Meu avô não está bem.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Você é parte do todo

Passar a semana toda se enganando e acreditando
que as coisas são do jeito que são e está tudo bem.
Mas na verdade está tudo errado.
E você sabe.
Mas e daí?
Não há nada a fazer.
Toca em frente porque ninguém quer sair do próprio conforto pra fazer alguma diferença.
E teu esforço só vai te desgastar.
Mas você também sabe disso.
Tá tudo errado e é uma pena ser parte do todo.