domingo, 20 de dezembro de 2015

Repete até morrer

Cercado por montanhas firmes e sólidas, de repente,
você sente-as todas virar areia, que o vento leva o pó.
Nada está seguro, tudo desmorona.
Suas inseguranças vieram, mais uma vez, à tona.
E nem vontade de reagir você tem.
Mas você precisa.
Precisa levantar e mostrar pra todo mundo que está tudo bem.
(não está)
O esforço para convencê-los é tão grande
que quase não compensa.
(compensa?)
Mas você já tem tanto na cabeça.... e é tão ruim pra você, né?
Você não quer mais ninguém sofrendo com isso, né?
Você estar ruim parece o suficiente, não?
Vai dar tudo certo: você vai levantar,
agirá normalmente,
vai ignorar tudo o que sente,
e vai sorrir.
Mais uma vez.
E repete amanhã.
E repete todos os dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário