quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Deixaste saudade



Fiquei de escrever há muito, mas as palavras me escapavam
Deixando apenas a tristeza no vazio deixado por ti.


Tem dias dias que tudo me lembra você
Aquela banda tocando na rádio
As piadinhas sem graça, mas que você ria por amizade
Quando você arrumava meu cabelo, com carinho, como só você sabia
A gente ficou um tempo longe 
Você estava construindo sua família
De longe eu via e achava que tudo ia ficar bem
Então veio esse câncer. Voltou, na verdade. 
Você o tinha superado uma vez, por que não superaria de novo?
Sempre fora forte. Tivera de ser. 
Eu te visitava e te via sofrer. 
Sofria contigo.
Mas ainda nos últimos dias, não negara um sorriso
Aquela sua aparência frágil, magra e pálida
Tentava a substituir a bela imagem 
Que eu mantinha de você. Saudável. Bonita, como sempre fora.
E antes que eu me desse conta, fostes levada de mim. De nós.
Uma amiga, uma mãe, uma filha, esposa, irmã e companheira. Uma anja.
Fostes levada ao seu lugar de direito. 
Mas deixou saudade. 









Nai - 23.05.2012