quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Eu quero nada.
Nada pra fazer, pra me preocupar e me doer.
Quero nenhuma preocupação, lembrança ou tarefa.
Não quero estudar, to sem ânimo pra dançar, jogar bola nem pensar.
Estou confusa.... cansada.
Parece difícil explicar mas não quero absolutamente nada.


Tive um daqueles dias falsos, em que você finge que tá tudo bem, tentando se enganar o tempo todo, até chegar em casa e se dar conta de que sua vida tá uma bagunça